sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Hotéis do DF fornecerão movimentação mensal ao governo

As informações sobre ocupação de leitos de hotéis no Distrito Federal, bem como a procura por essas acomodações e ainda a arrecadação hoteleira serão disponibilizadas mensalmente para o governo de Brasília. Acordo de cooperação assinado entre a Secretaria de Turismo, a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do DF (ABIH) e ainda o Brasília e Região Convention & Visitors Bureau prevê que todos esses dados sejam repassados a fim melhorar as ações públicas para atrair turistas para a capital. O termo foi assinado no Brasília Palace Hotel.

Para o secretário de Turismo, Jaime Recena, o documento representa o alinhamento do setor, com objetivo de garantir o fluxo de informações para implementação de ações conjuntas que assegurem a realidade de estudos e pesquisas em áreas de mútuo interesse. “Esse acordo agora nos trará com exatidão a movimento em nossa cidade”, frisou.

Recena adiantou que a Secretaria de Turismo tem tentado sensibilizar as pastas da Fazenda e do Planejamento sobre a relevância do setor turístico para alavancar a economia da cidade. “Para atingirmos resultados mais eficientes, é fundamental o fornecimento de dados fidedignos que traduzam o turismo na nossa capital”, afirmou. Até então, os dados eram fornecidos informalmente e de forma descompromissada ao poder público.

O presidente do Brasília e Região Convention & Visitors Bureau, Henrique Severien, reconhece a importância do acordo que, pela primeira vez, formaliza um termo de cooperação técnica. “Esperamos mais compromisso dos empresários de nos passarem informações que vão subsidiar a Secretaria de Turismo, que será a responsável por repassar para a população”, afirma Severien.

Recena voltou a mencionar a relevância das atividades turísticas, principalmente em momentos de crise, em todo o mundo. “Turismo permeia 52 atividades comercias no país, responsável por gerar quatro milhões de empregos e representa 10% do PIB global”. Para o secretário o PIB do turismo brasileiro e de Brasília, 3,6 e 2,5%, respectivamente, estão muito aquém do potencial. “É o momento de trazer turistas pra cá, é hora do turismo se impor na agenda econômica do país e da nossa cidade”, completou.​

Fonte:Secretaria de Turismo

Nenhum comentário:

Postar um comentário